Conheça todos os partidos políticos brasileiros

Atualmente, temos no Brasil 27 partidos políticos registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE.) A legislação eleitoral e a Constituição de 1988 permitem a existência de várias agremiações políticas no Brasil. De acordo com a constituição, as funções dos partidos são: contribuir para o esclarecimento plural e exercício das liberdades e direitos políticos dos cidadãos; estudar e debater os problemas da vida política, econômica, social e cultural, a nível nacional e internacional; apresentar programas políticos e preparar programas eleitorais de governo; apresentar candidaturas para os orgãos eletivos de representação democrática; promover a formação e a preparação política de cidadãos para uma participação direta e ativa na vida pública democrática; em geral, contribuir para a promoção dos direitos e liberdades fundamentais e desenvolvimento das instituições democráticas.

Conheça todos os partidos no resumo abaixo

PMDB-Partido do Movimento Democrático Brasileiro: Fundado em 1980, reuniu grande quantidade de políticos que integravam o MDB na época do governo militar. Chegou ao poder nacional com José Sarney, que tornou-se presidente da república após a morte de Tancredo Neves. Com o sucesso do Plano Cruzado, em 1986, o PMDB conseguiu eleger a grande maioria dos governadores naquelas eleições. Após o fracasso do Plano Cruzado e a morte de seu maior representante, Ulysses Guimarães, o PMDB entrou em declínio. Muitos políticos deixaram a legenda para integrar outras ou fundar novos partidos. A principal legenda fundada pelos dissidentes do PMDB foi o PSDB. Atualmente o presidente nacional do partido é também vice-presidente da futura presidenta Dilma Rousseff.

PTB.jpgPTB – Partido Trabalhista Brasileiro: Fundado no ano de 1979, contou com a participação de Ivete Vargas, filha do ex-presidente Getúlio Vargas. No seu início, pregava a volta dos ideais nacionalistas defendidos por Getúlio Vargas. Atualmente é uma legenda com pouca força política e defende ideias identificadas com o liberalismo. O presidente nacional do partido é o Roberto Jefferson e Monteiro Francisco.

PDT-Partido Democrático Trabalhista: Criado em 1981, o PDT resgatou as principais bandeiras defendidas pelo ex-presidente Getúlio Vargas. De tendência nacionalista e social-democrata, esse partido tem como redutos políticos os estados do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Nestas regiões,  tem apoio de uma significativa base eleitoral popular. A principal figura do PDT foi o ex-governador Leonel Brizola, falecido em 2004. O PDT defende como ideia principal o crescimento do país através do investimento na indústria nacional, portanto é contrário às privatizações. O presidente nacional do partido é Carlos Lupi.

PT – Partido dos Trabalhadores: Surgiu junto com as greves e o movimento sindical no início da década de 1980, na região do ABC Paulista. Apareceu no cenário político para ser uma grande força de oposição e representante dos trabalhadores e das classes populares. De base socialista, o PT defende a reforma agrária e a justiça social. Atualmente, governa o país através do presidente Luis Inácio Lula da Silva. As principais metas do governo Lula tem sido: crescimento econômico, estabilidade econômica com o controle inflacionário e geração de empregos. O atual presidente nacional do partido é Jose Eduardo Dutra.

DEM – Democratas  (antigo PFL – Partido da Frente Liberal): O PFL foi registrado em 1984 e contou com a filiação de vários políticos dissidentes do PDS. Apoiou e forneceu sustentação política durante os governos de José Sarney, Fernando Collor e Fernando Henrique Cardoso. Atualmente faz oposição ao governo Lula. Suas bases partidárias estão na região Nordeste. Em 28 de março de 2007, passou a chamar Democratas (DEM). Os partidários defendem uma economia livre de barreiras e a redução de taxas e impostos. Atual presidente nacional é o Rodrigo Maia.

Pc do B – Partido Comunista do Brasil: Fundado em 25 de março de 1922, o Partido Comunista do Brasil foi colocado na ilegalidade na época do regime militar (1964 a 1985). Mesmo assim, políticos e partidários do PC do B entraram nas fileiras da luta armada contra os militares. O PC do B voltou a funcionar na legalidade somente em 1985, durante o governo de José Sarney. Este partido defende a implantação do socialismo no Brasil e tem como bandeiras principais a luta pela reforma agrária, distribuição de renda e igualdade social. A principal figura do partido foi o ex-deputado João Amazonas. Seu atual presidente nacional é José Eduardo Rabelo.

PSB – Partido Socialista Brasileiro: Foi criado no ano de 1947 e defende ideias do socialismo com transformações na sociedade que representam a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos brasileiros. Principal representante político é Miguel Arraes, o atual presidente nacional do partido.

PSDB – Partido da Social-Democracia Brasileira: O PSDB foi fundado no ano de 1988 por políticos que saíram do PMDB por discordarem dos rumos que o partido estava tomando na elaboração da Constituição daquele ano. Políticos como Mario Covas, Fernando Henrique Cardoso, José Serra e Ciro Gomes defendiam o parlamentarismo e o mandato de apenas quatro anos para Sarney. De base social-democrata, defende o desenvolvimento do país com justiça social. O PSDB cresceu muito durante e após os dois mandatos na presidência de Fernando Henrique Cardoso. Atualmente, é a principal força de oposição ao governo Lula e provavelmente continuará sendo no governo Dilma.

PTC – Partido Trabalhista Cristão: Obteve registro definitivo em 22 de fevereito de 1990. Porém, foi criado após a redemocratização do Brasil, com o fim do regime militar em 1985, inicialmente sob o nome de Partido da Juventude (PJ), participou das eleições de 1985, 1986 e 1988. Desde sua criação a bandeira do partido é o liberalismo, ou seja, defende a economia de mercado e o livre comércio, sendo visto como um partido de direita, ou centro-direita. No ano de 1989, lançou Fernando Collor às eleições presidenciais do Brasil. O candidato saiu vitorioso, mas em 1992 sofreu impeachment (cassação de mandato do chefe do Poder Executivo, pelo congresso nacional). Após o impeachment de Collor, o partido tornou-se pequeno e em 1998 mudou novamente o nome para Partido Trabalhista Cristão (PTC).

PSC – Partido Social Cristão: Obteve registro definitivo em 29 de março de 1990 mas a história do PSC começou em 1970, com a criação do PDR (Partido Democrático Republicano). O nome Social Cristão vem da crença dos partidários de que o cristianismo, mais do que uma religião, é um estado de espírito que não segrega e não exclui, além de servir de base para que as pessoas tomem decisões de forma racional.

PMN – Partido da Mobilização Nacional: Fundado em 1984. Em seu primeiro momento, o Partido pregava a reforma agrária, o rompimento com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a formação de um bloco econômico-financeiro com países vizinhos. Nesta época, o PMN lançou a candidatura do Sérgio Bernardes à prefeitura do Rio de Janeiro, acreditando que a exposição do partido com um candidato conhecido e respeitado, facilitaria o processo de sedimentação do partido em todo o Brasil. Não foi o que ocorreu, PMN não tornou-se popular e consequentemente não conseguiu o tão almejado registro definitivo.

PRP – Partido Republicano Trabalhista: O Partido disputa as eleições desde 1990 e obteve registro definitivo em 22 de novembro de 1991. O partido foi inicialmente dirigido por Ademar de Barros Filho, quando da criação do Partido Progressista Brasileiro (PPB) uniu-se ao Partido Progressista Reformador (PPR) e ao Partido Progressista (PP). Tentou incluir o Partido Republicano Progressista (PRP) na fusão, mas foi recusada a proposta pela Convenção Nacional. Ademar retirou-se da legenda e foi substituído pelo seu vice, Dirceu Resende, político de renome na região de Jales (SP), onde teve vários cargos políticos. Dirigiu nacionalmente o PRP até seu falecimento, em 2005. A partir daí, a legenda vem sendo dirigida por seu filho, Ovasco Resende.

PPS – Partido Popular Socialista: Com a queda do muro de Berlim e o fim do socialismo, muitos partidos deixaram a denominação comunista ou socialista de lado. Foi o que aconteceu com o PCB que transformou-se em PPS, em 1992. Além da mudança de nomeclatura, mexeu em suas bases ideológicas, aproximando-se mais da social-democracia. Suas principais figuras políticas da atualidade são o ex-governador do Ceará Ciro Gomes e o senador Roberto Freire.

PV – Partido Verde: De base ideológica ecológica, foi fundado em 1986. Os integrantes do PV lutam por uma sociedade capaz de crescer com respeito a natureza. São favoráveis ao respeito aos direitos civis, a paz, qualidade de vida e formas alternativas de gestão pública. Lutam contra as ameaças ao clima e aos ecossistemas do nosso planeta. Uma das grandes representantes desse partido é a candidata derrotada para presidência nessas eleições, Marina Silva.

PT do B – Partido Trabalhista do Brasil: O Partido Trabalhista do Brasil (PT do B) é um partido político brasileiro, organizado por dissidentes do PTB, em 1989. O partido obteve registro definitivo em 11 de outubro de 1994. A ideológia do PTdoB é resgatar a dignidade do povo brasileiro e inovar o perfil dos poderes Legislativo e Executivo.

PP – Partido Progressista (ex-PPB): Criado em 1995 da fusão do PPR (Partido Progressista Reformador) com o PP e PRP. Tem como base políticos do antigo PDS, que surgiu a partir da antiga ARENA. O PPB defende ideias amplamente baseadas no capitalismo e na economia de mercado. Seus principais representantes são o ex-governador e ex-prefeito Paulo Maluf de São Paulo e o senador Esperidião Amin.

PSTU – Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado: Fundado em 1994 por dissidentes do PT. Os integrantes do PSTU defendem o fim do capitalismo e a implantação do socialismo no Brasil. Tem como base os antigos regimes socialistas do Leste Europeu. São favoráveis ao sistema onde os trabalhadores consigam mais poder e participação social.

PCB – Partido Comunista Brasileiro: Fundado em 1922, o Partido Comunista Brasileiro é o partido mais antigo do país. Viveu 60 anos na clandestinidade. Em 1962, rechaçou o oportunismo de direita, reorganizou-se, adotando a sigla PCdoB, e realçou sua marca revolucionária. Muito perseguido pelo regime militar, dirigiu a Guerrilha do Araguaia em 72-75. Ao fim da ditadura, alcançou a legalidade.

PRTB – Partido Renovador Trabalhista Brasileiro: Obteve registro definitivo em 18 de fevereiro de 1997. O partido foi criado a partir de membros do extinto Partido Trabalhista Reformador (PTR), que funcionou entre 1985 e 1993 e havia se fundido com o Partido Social Trabalhista (PST), originando o Partido Progressita (PP). Sempre liderado por Levy Fidelix, os fundadores já haviam tentado organizar o Partido Trabalhista Reformador Brasileiro (PTRB), que somente disputou as eleições de 1994. De acordo com o programa divulgado no site do partido, a principal bandeira ideológica é o “trabalhismo participativo”, no qual o capital possa interagir com o trabalho e estabelecer interesses mútuos, em vez de explorar o trabalho.

PHS – Partido Humanista da Solidariedade: O PHS fundamentou-se no livro “Neo-Capitalismo, Socialismo, Solidarismo” escrito pelo Padre Fernando Bastos de Ávila, em 1963. Todos aqueles que se dedicaram a organização atual do partido basearam-se nessa obra escrita pelo Padre Fernando.

PSDC – Partido Social Democrata Cristão: Obteve registro definitivo no TSE em 5 de agosto de 1997. Atual presidente nacional é José Maria Eymael. O PSDC é um partido político de inspiração Socialista (Social Democracia Cristã / Socialismo Cristão) do Brasil. Foi fundado por um grupo de ex-membros do Partido Democrata Cristão (PDC), legenda que, em 1993, fundiu-se ao Partido Democrático Social (PDS) para criar o Partido Progressista Reformador (PPR). Liderados pelo ex-deputado federal José Maria Eymael, quadro histórico do PDC , os dissidentes criaram o novo Partido Democrata Cristão no dia 30 de março de 1995. Agora com o adjetivo “Social” incorporado ao nome.

PCO – Partido da Causa Operária: Formado por ex-militantes da corrente Causa Operária do Partido dos Trabalhadores, expulsos do PT em 1991. Obteve seu registro definitivo em 30 de novembro de 1997. O fundador e presidente nacional do partido é o jornalista Rui Costa Pimenta, que foi candidato à presidência nas eleições de 2002, 2006 (na qual seu registro foi indeferido pelo TSE) e 2010.

PTN – Partido Trabalhista Nacional: Refundado em 1995. O Partido Trabalhista Nacional (PTN) foi fundado por Romeu Campos Vidal em 1945, e por dissidentes do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), como Hugo Borghi (deputado federal pelo PTB e duas vezes candidato ao governo de estado de São Paulo). Chegou a ter entre seus filiados o sambista Paulo da Portela.

PSL - Partido Social Liberal: O Partido obteve seu registro definitivo no dia 2 de junho de 1998. Sua ideologia é o social-liberalismo, que defende uma menor participação do Estado na economia e o direcionamento de recursos arrecadados pelo Estado para saúde, educação e segurança. Uma das bandeiras do partido é a criação do Imposto Único Federal (IUF), eliminando os demais tributos da União.

PRB – Partido Republicano Brasileiro: O Partido Republicano Brasileiro (PRB) existe desde 2003, entretanto, seu registro definitivo foi emitido em 25 de agosto de 2005, presidido por Vitor Paulo dos Santos. Até o início de 2006, o partido chamava-se Partido Municipalista Renovador (PMR). O partido evoluiu para um novo paradigma político, com ênfase nos princípios republicanos. Em um Convenção Nacional, realizada outubro de 2005, foi alterada sua denominação e respectiva sigla para Partido Republicano Brasileiro (PRB), obtendo aprovação por unanimidade.

PSOL – Partido Socialismo e Liberdade: Fundado em 6 de junho de 2004, defende o socialismo como forma de governo. Foi criado por dissidentes do PT (Partido dos Trabalhadores). É um partido de esquerda, contrário ao sistema capitalista e ao neoliberalismo.

PR-Partido da República: Criado em 24 de outubro de 2006 com a fusão do PL (Partido Liberal) e PRONA (Partido da Reedificação da Ordem Nacional). O Partido Liberal entrou em funcionamento no ano de 1985, reunindo vários políticos da antiga ARENA e também dissidentes do PFL e do PDS. O partido tem uma proposta de governo que defende o liberalismo econômico com pouca intervenção do estado na economia. Outra importante bandeira dos integrantes do PR é a diminuição das taxas e impostos cobrados pelo governo.

Referência: TSE e sites dos partidos.

About these ads

Sobre opolitiques

Manual de política, com linguagem simples e despretenciosa. Blogue feito por alunas do 6º semestre do Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB). Blogueiras: Giselle Santos - Twitter: @Giselle_Santos; Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=1794332480 Jessyka Ribeiro - Twitter: @jessykote; Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=1327698914 Joelma Pereira - Twitter: @JoelmaaPereira; Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=1404475118 Marianna Rios - Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=100001628511776 ; E-mail: mari.rios.franco@gmail.com
Esse post foi publicado em Politicário e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s